domingo, 28 de julho de 2013

- Mudança de Casa no Canadá





Nem completamos um ano de Canadá e já mudamos de casa.

Será que somos um casal instável? Deixe-me pensar... Em 5 anos de casamento estamos na nossa quarta casa, sendo duas no Brasil e duas no Canadá. Mas acredite ou não, há um motivo completamente justificável para cada uma destas mudanças, no caso desta última foi redução de custo.

Sim, é isso mesmo. Em geral as pessoas mudam para uma casa maior e mais cara. Em parte, fizemos o contrário, pelo menos na questão preço. Agora estamos em um lugar melhor, maior e 30% mais barato. Isso pode parecer contraditório, mas na verdade o valor do aluguel do apartamento que morávamos é que estava fora da realidade. O primeiro lugar em que moramos em terras canadenses ficava em um prédio visado, na moda e super valorizado, por isso, pagávamos acima do valor de mercado. Tudo bem que ficava muito bem localizado, em um edifício novo e com várias facilidades no entorno, sobretudo para quem gosta (ou precisa) fazer as coisas a pé, mas quando está começando a vida em outro país não há chance para gastos com luxos e facilidades.

Mas não foi à toa que alugamos exatamente este imóvel atípico. Resumindo, na ocasião em que procurávamos um lugar para morar no Canadá, tínhamos dois complicadores: 2 cachorros grandes e ainda estávamos no Brasil quando o alugamos, ou seja, o fato de ainda não estarmos estabelecidos no país significava que nosso crédito era inexistente. Com a situação desfavorável nesse momento, tivemos dificuldade para achar um locador que nos aceitasse, e pagamos alto por isso. Mais detalhes sobre esta questão estão escritos no post "Procura de imóvel em Vancouver".

Sabendo do alto valor em aluguel, estávamos incomodados com a situação, principalmente porque achávamos que o apartamento não valia o preço cobrado se comparado às outras opções na cidade.

Depois de nós dois já estarmos estabelecidos no Canadá, o Maurício trabalhando e um histórico de crédito iniciado, a nossa situação ficou diferente. Com alguns pontos favoráveis, resolvemos procurar algo que não pesasse tanto no nosso bolso.

O contrato de locação que estava em andamento terminaria apenas em outubro, mas ficamos preocupados em demorar para achar algo bom e começamos a dar uma fuçada no mercado para ver como estavam os preços, o que poderíamos encontrar pela frente e se realmente valeria e pena a mudança. E mais uma saga começou. Novamente estávamos com os olhos fixos no Padmapper, Kijiji e Craiglist. E de novo a questão "pet" parecia ser um barreira. Mas tínhamos um ponto de vantagem desta vez, agora poderíamos negociar com o proprietário a aceitação da nossa Golden já que visitaríamos o local pessoalmente.

Por causa disso, o Maurício começou a pesquisar imóveis e ignorou completamente as restrições a animais descritas nos anúncios. Vimos vários apartamentos em diversos locais, até que ele agendou algumas visitas. Entre as opções vistas (pessoalmente e anúncios), um específico nos interessou muito pois estava dentro do nosso budget, era bem localizado e maior do que o apartamento que estávamos. No anúncio estava claro o não aceite de cachorros, mas durante a visita conversamos com o proprietário e ele acabou permitindo a Jesse. Na prática, ele foi visitar o local que estávamos morando para conhecer nossa cachorra pessoalmente que, para a nossa sorte, é extremamente educada. Com um bom "xaveco" e nova realidade, ele aceitou a nossa proposta.

O lado ruim desta história é que tivemos que reincidir o contrato que estava em andamento, o que não queríamos. Pela lei, não poderíamos fazer isso a não ser que fosse feito um acordo com o proprietário. O Maurício explicou a situação e negociou com a Landlord a nossa saída antecipada. Naturalmente ela não ficou feliz mas concordou desde que retivesse o "depósito de segurança" como multa. O depósito de segurança é um valor retido pelo proprietário no início do contrato para o caso de eventuais danos ao patrimônio que podem acontecer durante a estadia do inquilino. Em geral é equivalente a 1/2 aluguel e para que tem animais, é cobrado em dobro (totalizando 01 aluguel inteiro). Este valor é devolvido no término do contrato, exceto se o locador achar que deve arrumar algo causado pelo morador. Na realidade, trata-se de um "reembolso" antecipado.

No nosso caso, não houve nenhum problema com o apartamento, mas a "malandrinha" negociou que aceitaria a quebra contratual mediante a uma multa igual ao depósito, aceitamos. A justificativa usada para convencê-la da antecipação foi o incômodo causados por nossos vizinhos. E isso de fato era uma enorme inconveniência  Tínhamos constantes problemas com barulho de madrugada (chegamos a acionar a polícia em uma vez) e com excesso de lixo que jogavam pelas varandas dos apartamentos superiores e caiam no nosso pátio. Era um porre ter que ficar lavando o quintal porque os outros eram porcos! 

Concluindo, saímos de lá mediante a uma multa mas sem brigas maiores. Fizemos os cálculos e valia a pena pagar a penalidade e trocar de imóvel.

Enfim, fizemos nossa mudança da forma mais econômica possível comprando o mínimo necessário no Ikea (é claro) e transportando nossos pertences no próprio muque. Nada de contratação de empresa terceirizada. Foi super cansativo, mas compensador. Levamos uma semana inteira para levar tudo o que era nosso e mais uma para limpar e organizar as coisas. Mas mudança é mudança. O que eu percebi é que mesmo estando em um local pequeno, eu e o Mauricio somos “junta-tralha”. Oh casal bom para ter tranqueira em casa! Mesmo morando em um cubículo conseguimos juntar muita coisa! E olha que a maioria dos nossos pertences estão no Brasil na casa dos meus pais. De qualquer maneira, tivemos duas semanas para fazer o deslocamento de tudo. Como a casa nova fica apenas a 3 quadras do imóvel antigo, resolvemos distribuir o trabalho de mudança e organização em 15 dias e fazer tudo aos poucos. Por causa disso, nem alugamos o famoso U-Haul. Como nós mesmos teríamos que carregar tudo (ou melhor, o Mauricio teria que carregar tudo sozinho já que sou fraca), preferimos não concentrar o trabalho em um único dia.

Agora estamos em uma nova casa (apartamento tipo townhouse), melhor acomodados e menos pobres todos os meses!!! E o mais importante, felizes!


=======================================================
 Abaixo algumas fotos do apê antigo:
=======================================================




Sala / cozinha
(tudo junto e misturado em 1m2)

Cozinha

Quarto
(o outro quarto não tinha janela)

Patio
(varanda)

Escritório
(na verdade é um canto da sala ao lado do sofá)
Storage na área comum do prédio
(uma grande ajuda para quem não tem espaço)


=======================================================
 Abaixo algumas fotos da mudança:
=======================================================



Um dos dias dos pacotes

Carrinho p/ ajudar no deslocamento
(foi devolvido!!)

Jesse no dia da Mudança
(o Mauricio foi correndo porque não cabia no carro!!)

Compra no Ikea
(o Mauricio passou sábado montando as coisas)

Carro carregado com as coisas do Ikea
(porta-malas não fechava, então fizemos gambiarra)


Ao escrever um comentário, por favor, indique um email de contato (que não será divulgado publicamente)




7 comentários:

  1. Oi, Priscila! Tudo bem?

    Eu não conhecia o seu blog, mas fiquei feliz em saber que tem alguém em Vancouver mantendo um blog atualizado! Eu gosto bastante de acompanhar blogs e notei que, ultimamente, não estava vendo muitos imigrantes brasileiros em Vancouver escrevendo. Vou acompanhar você! :)

    A, a Jesse é muito linda, eu acredito que ela deve ter conquistado mesmo o seu novo proprietário, nunca vi um Golden mal-educado.

    Beijos,
    Lidia.

    ResponderExcluir
  2. Oi Lidia tudo bem?!

    Obrigada pela visita, fico feliz que esteja nos acompanhando. Você está por aqui ou tem algum plano do tipo? Escreva mais!

    beijos
    Priscila

    ResponderExcluir
  3. Oi, Priscila! Eu moro em Montréal e também tenho um blog, gosto bastante da blogosfera imigrante! ;)É bom ler opiniões e visões de mundo de brasileiros vivendo nos quatro cantos do Canadá.

    Beijos,
    Lidia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lidia, tudo bem?!

      No final do dia entrei no seu blog para dar uma olhada e está bem legal!
      Também acho ótimo acompanhar a vida de outros imigrantes em regiões diferentes e saber como estão as coisas pelo país. Pelo o que fiquei sabendo, o Canadá é bem diferente entre uma província e outra e não dá para saber se escolhemos a certa, né?! De repente, vai que precisamos mudar para tentar a adaptação em outro lugar. Por enquanto estou adorando aqui, mas ainda é tudo recente.

      Vamos trocando idéias.

      bjs

      Pri

      Excluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Karolline Turcato4 de junho de 2014 08:21

    Pri, você sabe me informar a média de valor de um Ap neste estilo ?

    Estamos bem receosas em alugar algo estando aqui no Brasil, querendo ou não o cara a cara sempre passa mais confiança tanto pro dono do imóvel como para o inquilino. Estamos pensando em ficar hospedadas em algum hotel por uma semana e sair a caça de um ap.

    Beijinhos :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      O valor tem uma variação bem grande de lugar para lugar. Assim como no Brasil, quanto mais central, mais caro. Em Vancouver Downtown, gira em torno de uma faixa entre CAD$ 2,000.00 e CAD$ 2,500.00. Onde estou, é entre CAD$ 1,500.00 e CAD$ 2.000,00. E claro, tudo depende do estilo, uso, conservação, idade, etc. Conheço canadense que paga CAD$ 1,000.00 para algo do mesmo tamanho do meu, mas bem velhinho. Assim como também já vi apartamentos com valores bem mais alto. Para quem não tem cachorro, basements são boas opções de preço e vale consultar. Aqui isso é comum e bem legal. É possível achar ótimas oportunidades.

      Apesar de não estarmos em Vancouver Downtown, estamos bem resistentes em nos mudarmos de Coquitlam no término deste contrato, porque realmente estamos bem felizes com esta cidade, que é linda e tem tudo o que precisamos. O melhor negócio é pesquisar mesmo!
      Um abraço.
      Priscila

      Excluir